No início desta manhã, Ina Fried, do site AllThingsD, soltou uma bomba: a unidade do Windows está passando por uma reorganização maciça, que trará toda uma nova safra de chefões do Windows. Detalhes estão apenas começando a emergir, mas há quem diga que essa reorganização vai marcar o início de um profundo repensar na forma como o Windows funciona.

A velha guarda está caindo como moscas. Steve Sinofsky – responsável pelo desenvolvimento do Windows 7, o melhor Windows de todos os tempos, bem como a monstruosidade conhecida como Windows 8 – deixou a o companhia no ano passado. Julie Larson-Green, que liderou o desenvolvimento da muito criticada interface do Windows 8 e também do o Windows 8.1, foi remanejado para a unidade de dispositivos Microsoft, recém-reorganizada. Nas duas últimas semanas, o seu lugar no futuro da organização começou a ser ameaçado pela volta de Stephen Elop. Elop está escalado para chefiar a unidade de Dispositivos, com Larson-Green respondendo pelo One Xbox e o Surface.

Agora parece que quase todo o resto da equipe de gerenciamento do Windows 8 está tomando um novo rumo. O importante, porém, é olhar para quem não está incluído no plano de reorganização, de acordo com Fried: entre eles estão Grant George, Antoine Leblond e o veterano Jon DeVaan. Não está claro se o trio vai continuar tendo algum papael relevante no desenvolvimento do Windows, em outra área da Microsoft ou se vai acabar deixando a empresa.

Leblond sempre teve o desejo de ocupar uma posição de alta visibilidade na equipe do Windows. Muitas vezes atuou como um pára-raios para as decisões de design. Muitas pessoas esquecem, mas Leblond chegou à equipe de desenvolvimento do Windows como amigo de Sinofsky, depois de passar muitos anos trabalhando na equipe do Office. Ele liderou o desenvolvimento do Office 2010.

George tem sido responsável pelos testes – primeiro do Office e depois, com Sinofsky,d o Windows – por mais de 20 anos. Ele é muito discreto, muito respeitado, e provavelmente o melhor testador que a Microsoft já teve.

DeVaan tem sido a cara da tecnologia na equipe de desenvolvimento do Windows, e antes, na equipe de desenvolvimento do Office. Tem quase 30 anos de trabalho na Microsoft. DeVaan e George trabalharam com Sinofsky no desenvolvimento do Office 95.

Nenhum dos três foi responsável pela bagunça que é o Windows 8, mas é muito provável que estejam a caminho da aposentadoria.

Link: http://cio.uol.com.br/noticias/2013/09/09/estamos-mais-proximos-do-fim-do-windows-como-o-conhecemos/

Escrito Por

Temos verdadeira obstinação pela qualidade, profissionalismo, inovação, atendimento e busca constante pela melhoria dos nossos serviços.
Muitas organizações precisam fazer mais com menos recursos, dentro de prazos curtos e devem “acertar” na primeira tentativa.

Comentários Encerrados.